Inflamação crônica de pele tem novo tratamento aprovado pela Anvisa

Uma terapia nunca realizada antes para tratar a dermatite atópica foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. A dermatite atópica é uma doença de pele que causa erupções, coceira e crostas que atingem as dobras dos braços e atrás do joelho. A doença também é conhecida como eczema pode vir ou não acompanhada de rinite alérgica ou asma.

O novo tratamento é realizado com Dupixent, um medicamento que faz parte da classe dos biológicos que são produzidos a base de organismo vivos modificados geneticamente para a produção do princípio ativo da medicação.

Em relação ao dupilumab, a medicação é um anticorpo monoclonal, ou seja, um clone de defesa humana que faz a inibição de substâncias relacionadas ao desenvolvimento da doença.

A Anvisa divulgou a aprovação do tratamento no dia 11 de novembro deste ano sendo o registro dado a Sanofi-Aventis, uma empresa francesa. A provação nos Estado Unidos ocorreu no final do mês de setembro e na Europa no final de julho deste ano.

As irritações causadas pela doença aparecem normalmente atrás do joelho, na parte dianteira do cotovelo, nos braços e mãos. O tratamento é indicado para adultos com casos mais graves da doença.

A eficácia de dupilumab foi realizada em 3 ensaios clínicos que apresentaram uma redução significativa nas lesões e coceira no primeiro mês que o tratamento foi realizado. A melhora da coceira apareceu na primeira semana do tratamento e dois a cada três pacientes tiveram melhora de até 75% nas lesões da pele em comparação ao início do tratamento.

De acordo com informações do Censo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a dermatite atópica é a doença de pele mais comum nos brasileiros ficando 11ª posição com uma ocorrência de 2,4% em relação a todas as idades. Nas crianças até 14 anos de idade ela atinge 13,7% e os entre 15 e 39 anos é de 1,2%.

A dermatite atópica é uma doença que não tem cura mas pode ser controlada nos sintomas gerais e na redução das marcas na pele com manutenção e hidratação acompanhado de banhos rápidos com água em temperatura morna e com produtos de higiene neutros. O acompanhamento médico também é de extrema importância.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *