Mesmo após nova regra do rotativo inadimplência com cartão aumenta

O aumento na inadimplência cresceu, mesmo após a regra que permite juros menores com as dívidas com cartão, e desde a mudança no mês de abril onde os devedores passaram de 34% para 40%. Esse percentual representa pessoas que não pagaram a fatura, nem com o valor mínimo ou atrasaram o pagamento, de acordo com dados do Banco Central.

Com a nova regra, é permitido fazer o pagamento mínimo de 5% da fatura, e a dívida continua em até 30 dias. Após esse período, existe a opção de fazer o pagamento integral da dívida ou parcelar com uma outra linha de crédito. Anteriormente à mudança, o cliente poderia pagar o valor mínimo várias vezes, fazendo as dívidas crescerem exponencialmente, devido às altas taxas de juros.

O Banco Central informou que no mês de agosto, as dívidas chegavam a 20 bilhões de reais no chamado rotativo não regular, que são aqueles pagamentos de valor mínimo da fatura ou com atraso nas parcelas, após 30 dias do rotativo.

Ao ano, esses juros chegam a quase 500%, e para os que usaram o crédito rotativo por 30 dias e que pagaram toda a dívida ou parcelaram, puderam observar que os juros ficaram mais barato do que alguns meses atrás, sendo quase a metade, passando de 431% para 221% ao ano.

A redução das taxas de juros, na avaliação do Banco Central, e o incentivo ao parcelamento das dívidas, irão contribuir na redução da inadimplência nesta modalidade de crédito.

De acordo com o Procon, mesmo com juros menores nos parcelamentos das faturas, o endividamento pode ser maior, pois nem sempre o que o banco propor atenderá a dificuldade financeira do consumidor. Houve a diminuição dos juros, mas as taxas ainda podem ser altas.

O Procon recebeu reclamações de clientes com dificuldades de entender as regras propostas nas farturas e notificou as financeiras no uso correto do termo parcelamento automático nas faturas. O termo não é previsto na resolução do rotativo e pode fazer com que o consumidor erre no pagamento que deseja realizar. O consumidor tem a liberdade de escolha em quitar seus débitos, parcelar a dívida ou criar uma linha de crédito.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *