Em uma usina de energia solar em Israel está a mais alta torre já construída no planeta

Image result for Em uma usina de energia solar em Israel está a mais alta torre já construída no planeta

Em pleno deserto localizado no sul de Israel, foi construída uma torre que se sobressai no meio das areias de Negev. Com uma altura de cerca de 250 metros, o que corresponde a um edifício de cinquenta andares, essa torre faz parte da usina solar de Ashalim, que o governo pretende com ela suprir em 10% o consumo do país até 2020. Atualmente, Israel usa cerca de 2,5% de energia renovável do total que o país necessita, fazendo com que o governo se esforce para melhorar a quantidade produzida desse tipo de energia.

Essa torre é a mais alta do mundo no setor de energia solar, sendo que em sua volta existem 50.600 espelhos, comandados por heliostatos, em uma extensão de 3 km². Eles seguem os movimentos solares, de jeito que eles possam incidir a luz em uma caldeira que fica no topo da torre, durante a maior parte do dia.

Nesse processo a radiação solar detida pelos espelhos, e reproduzida sobre a caldeira, gera um sistema térmico de vapor que movimentará grandes turbinas, produzindo dessa forma uma energia renovável. Com previsão para ficar pronta nos primeiros três meses de 2018, ela poderá gerar mais de 120 megawatts de energia solar, sendo capaz de abastecer cerca de 125 mil moradias, beneficiando dessa forma o meio ambiente, com menos 110 mil toneladas de dióxido de carbono que seriam lançados na atmosfera.

Os engenheiros e diretores, poderão controlar os espelhos da usina também por aparelhos celulares. As areias do deserto terão que ser removidas diariamente de cima dos espelhos.

Atualmente no mundo, existem somente dez usinas heliotérmicas como essa capazes de produzir mais do que 120 MW. A  usina americana de Ivanpah,  que foi inaugurada em 2014 no deserto do Mojave, consegue produzir mais de 390 MW, possuindo três torres de 190 metros cada uma, o que corresponde a um prédio de quarenta andares, que captam a luz solar de mais de 173.000 heliostatos.

O programa israelense é mais simples em relação ao número de espelhos, mas em compensação ele se torna inovador por apresentar somente uma torre e mais alta. Outros grandes projetos estão sendo construídos pelo mundo com torres bem altas, como por exemplo o da Austrália, que terá uma altura próxima a de Ashalim. A torre australiana vai contar com 227 metros de altura, o que corresponde a um prédio de quarenta e oito andares.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *