Mesmo após nova regra do rotativo inadimplência com cartão aumenta

O aumento na inadimplência cresceu, mesmo após a regra que permite juros menores com as dívidas com cartão, e desde a mudança no mês de abril onde os devedores passaram de 34% para 40%. Esse percentual representa pessoas que não pagaram a fatura, nem com o valor mínimo ou atrasaram o pagamento, de acordo com dados do Banco Central.

Com a nova regra, é permitido fazer o pagamento mínimo de 5% da fatura, e a dívida continua em até 30 dias. Após esse período, existe a opção de fazer o pagamento integral da dívida ou parcelar com uma outra linha de crédito. Anteriormente à mudança, o cliente poderia pagar o valor mínimo várias vezes, fazendo as dívidas crescerem exponencialmente, devido às altas taxas de juros.

O Banco Central informou que no mês de agosto, as dívidas chegavam a 20 bilhões de reais no chamado rotativo não regular, que são aqueles pagamentos de valor mínimo da fatura ou com atraso nas parcelas, após 30 dias do rotativo.

Ao ano, esses juros chegam a quase 500%, e para os que usaram o crédito rotativo por 30 dias e que pagaram toda a dívida ou parcelaram, puderam observar que os juros ficaram mais barato do que alguns meses atrás, sendo quase a metade, passando de 431% para 221% ao ano.

A redução das taxas de juros, na avaliação do Banco Central, e o incentivo ao parcelamento das dívidas, irão contribuir na redução da inadimplência nesta modalidade de crédito.

De acordo com o Procon, mesmo com juros menores nos parcelamentos das faturas, o endividamento pode ser maior, pois nem sempre o que o banco propor atenderá a dificuldade financeira do consumidor. Houve a diminuição dos juros, mas as taxas ainda podem ser altas.

O Procon recebeu reclamações de clientes com dificuldades de entender as regras propostas nas farturas e notificou as financeiras no uso correto do termo parcelamento automático nas faturas. O termo não é previsto na resolução do rotativo e pode fazer com que o consumidor erre no pagamento que deseja realizar. O consumidor tem a liberdade de escolha em quitar seus débitos, parcelar a dívida ou criar uma linha de crédito.

 

Apesar de não ser um destino comum entre os brasileiros a Ilha da Madeira está recebendo cada vez mais visitantes

 

Image result for ilha da madeira portugal

A Ilha da Madeira é o maior arquipélago referente a Portugal, localizada na região sudoeste da famosa Península Ibérica, com 741 quilômetros quadrados, sendo maior que Lisboa quase oito vezes.

Pelo seu território se encontram diversas flores, espalhadas como se fossem tapetes, junto com diversas outras plantas que durante muitos séculos, foram levadas para essa ilha pelos colonos, deixando imagens coloridas e maravilhosas para que as pessoas possam apreciar e se encantar. Já no pouso do aeroporto, os visitantes podem comprovar que a primavera nessa ilha dura muito mais que três meses.

A ilha possui temperaturas amenas em torno geralmente dos 20°C, sendo que ela é o lugar ideal para visitar, para aqueles que moram em regiões com temperaturas muito altas ou muito baixas.

A ilha tem como a sua principal fonte de renda o turismo, já que esse destino recebe muitos visitantes, apesar que ele não é muito visitado pelos brasileiros.

Carlos Teixeira, que é guia há alguns anos na ilha, disse que a grande parte dos turistas brasileiros chegam na ilha em cruzeiros, que param nesse destino quando estão a caminho da Europa. A cidade onde ele mora é Funchal, que é a capital da Ilha da Madeira e parada frequente dos transatlânticos que passam pelo Oceano Atlântico. Na  festa do réveillon da ilha,  a chegada na ilha fica congestionada de tantos navios para a festa, já que essa queima é uma das mais conhecidas do continente europeu. Além desse maravilhoso show pirotécnico, a ilha possui diversos pontos para serem visitados, sendo que o período ideal para ficar na ilha são cinco dias.

Funchal é o local de onde saem os passeios turísticos e também é o local onde eles chegam. A cidade possui características diferentes das outras partes da ilha, com atrativos culturais e boa gastronomia.

A parte antiga da capital, possui ruas de pedras e arquitetura em estilo português muito bem conservadas, da época do começo de sua colonização em 1425, com diversos restaurantes e bares.

A ilha também possui algumas vinícolas, sendo que uma das mais antigas é a Blandy’s, que oferece um passeio guiado e o visitante tem a chance, de conhecer sobre o diferenciado vinho da Ilha da Madeira, fermentado com uvas autóctones.

 

Rodrigo Terpins informa sobre a nova versão empresarial do WhatsApp

Resultado de imagem para whatsapp para empresas

No início do mês de setembro, o WhatsApp informou oficialmente que está realizando testes em uma nova versão do aplicativo com foco no mercado corporativo. De acordo com Matt Idema, diretor de operações da companhia, o objetivo dessa nova versão é tornar mais fácil a comunicação entre as empresas e os seus clientes, informa Rodrigo Terpins, empresário do ramo e varejo

Segundo um estudo desenvolvido em 2016 pela E-life, companhia que se dedica a gestão de relacionamentos dentro do ambiente das redes sociais, o WhatsApp já se tornou a rede social mais usada em todo o Brasil, com um número de usuários mensais que ultrapassa a marca de 120 milhões. Entre as entrevistas pela pesquisa, cerca de 98% afirmou fazer uso do WhatsApp diariamente, o que o levou a ficar à frente de outras redes populares como o Twitter e o Facebook.

Entretanto, no que diz respeito a manter contato com empresas e instituição, o WhatsApp sequer foi citado. Nesse aspecto, a pesquisa destacou que os meios de comunicação mais utilizados são o e-mail, telefone, o próprio site da empresa e redes sociais como Facebook e Instagram, reporta Rodrigo Terpins.

Sobre essa nova versão do WhatsApp com foco nas empresas, Matt Idema destacou em nota oficial que o objetivo principal é tornar o contato entre as pessoas e as empresas mais rápido e direto. A princípio, essa versão empresarial ficará disponível em dois formatos, através do WhatsApp Business, que será voltado para empresas de pequeno e médio porte, e o WhatsApp Enterprise, dedicado as grandes corporações, que possuem uma base global de clientes, noticia Rodrigo Terpins.

Entre as novas funções oferecidas pelo WhatsApp com foco empresarial, está um selo de verificação, para proporcionar mais segurança aos clientes que entrarem em contato com as empresas. Isso significa que os contatos que aparecerem com um símbolo similar a uma medalha são verificados, cujo telefone de fato pertence à empresa.

Nessa versão do aplicativo, as companhias também irão poder completar um perfil empresarial, com dados como o seu endereço, detalhes sobre quais são os horários de atendimento e ainda permitir o envio de mensagens automáticas durante os períodos em que a empresa não estiver exercendo o atendimento pessoal, noticia Rodrigo Terpins.

Até o momento, o WhatsApp empresarial está disponível, a nível de teste, para determinadas empresas do Brasil e do exterior, como é o caso do Itaú Unibanco, que foi a primeira instituição bancária a testar esse novo recurso, e também a companhia aérea KLM, que tem sede na Holanda. Em relação a KLM, a companhia já está utilizando o aplicativo para fazer a confirmação de reservas, notificar sobre o check-in e fornecer informações acerca do status dos voos, entre outras tarefas.

Por enquanto, apesar de não ter uma data oficial, o WhatsApp para empresas deverá ser lançado no mercado, para todas as corporações que se interessarem, no decorrer dos próximos meses, informa Rodrigo Terpins. Ainda não foi informado como será o método de pagamento que as empresas terão que arcar para fazer uso desse recurso.

Rei do iPhone inaugura novo espaço com 2 andares

O conhecido Rei do iPhone que tinha um box de atendimento de 8m² com mais dois funcionários, se mudou para dois andares para ampliar o espaço de atendimento. Localizado no estado de São Paulo no bairro central da Santa Efigênia, o espaço oferecerá um serviço com um visual modernizado e tem a intenção de atrair os admiradores da Apple.

Com uma fachada própria o Rei do iPhone tem aproximadamente 100 lugares para a espera de seus clientes, que podem ser atendidos em um dos 15 guichês do estabelecimento. Quem criou a assistência técnica de sucesso estrondoso na capital paulista foi o empresário Wissam Mohamed Atie, mais conhecido como “Rei do iPhone”.

A fama da assistência técnica de Atie se deu de uma maneira inusitada e inesperada. Depois de um cliente ter procurado por uma assistência concorrente que queria cobrar um valor alto por uma suposta reparação, ele verificou o valor do conserto do “Rei do iPhone”, e simplesmente ficou impressionado quando viu que o problema não era nada sério e gratuito. O garoto que ficou agradecido, quis dar uma gorjeta para Atie que não aceitou e apenas pediu para que divulgasse a loja para os seus amigos. No mesmo dia um textão no facebook mudou definitivamente a sorte do “Rei do iPhone”.

O post que o cliente escreveu no facebook na mesma noite já estava com 2 mil curtidas, quando chegou domingo, já havia mais de 250 mil likes na postagem. Atualmente a postagem original tem mais de 320 mil likes e um pouco mais de 70 mil compartilhamentos. Um vídeo no YouTube comenta e ensina as lições do marketing do Rei do iPhone.

Na semana seguinte, 150 pessoas foram atendidas no box em um dia. O sucesso proporcionado pela postagem continua até hoje, e Atie está administrando o negócio que cresceu de forma vertiginosa. Depois de um pouco mais de um ano, o novo espaço foi inaugurado na Santa Efigênia. Hoje são 38 funcionários que estão compostos entre atendentes, técnicos e caixas. Na maioria das assistências os problemas são telas quebradas ou baterias estufadas, por dia o estabelecimento atende entre 100 e 200 clientes.

 

Depois de 20 anos a missão espacial Cassini chegou ao fim

Depois de duas décadas de existência, a missão Cassini terminou em setembro de 2017. Cassini foi lançada em 1997 com o objetivo de recolher informações de Saturno e suas 62 luas. A missão atualmente é conhecida como uma das mais produtivas da história, realizado pela união de forças da NASA e da ESA.

A sonda Huygens e o orbitador Cassini. Demoraram 7 anos para chegar a orbita de Saturno e conseguiram realizar a volta no planeta 3 centenas de vezes. Nesse trajeto a Cassini conseguiu coletar diversos dados que foram responsáveis por muitas descobertas. Um delas foram os lagos de metano na lua Titã e o oceano salgado localizado no subterrâneo do satélite Encelado, que foi apontado por ter algumas das condições necessárias para acolher vida.

A missão teve o objetivo de ser aproveitada o máximo possível. Dessa forma a espaçonave não tripulada, que já estava quase sem combustível, entrou na atmosfera do planeta com o intuito de obter informações que seriam impossíveis de serem coletas estando na orbita. Essas informações serão enviadas a Terra em tempo real, enquanto a antena da aeronave ainda estiver alinhada o planeta azul.

“A missão Cassini foi cheia de descobertas científicas, e isso continuará porque os instrumentos recolherão amostras da atmosfera de Saturno até o último segundo”, comentou Linda Spilker, cientista da NASA.

Os cientistas esperam conseguir usufruir algum tempo do sinal, controlando os propulsores para que a antena fique alinhada. Assim que a aeronave entrar na atmosfera, de acordo com os estudiosos, eles perderão o sinal, pois a sonda ira queimar feito um meteoro e se deteriorara, pois a velocidade da sonda ultrapassara 100 mil quilômetros por hora. Nessa condição bastaria um micro desalinho para a perda de comunicação.

O planeta dos anéis se encontra a uma distancia que ultrapassa 1 bilhão de quilômetros da terra. As informações enviadas pela Cassini demorará cerca de 1h 30, isso porque ela viaja na velocidade da luz. Os pesquisadores disseram que mesmo sabendo que a sonda encontrara o seu fim em Saturno, eles ainda terão muito trabalho, dependendo dos dados recebidos, eles podem vir a ter anos de pesquisa pela frente.

 

Em uma usina de energia solar em Israel está a mais alta torre já construída no planeta

Image result for Em uma usina de energia solar em Israel está a mais alta torre já construída no planeta

Em pleno deserto localizado no sul de Israel, foi construída uma torre que se sobressai no meio das areias de Negev. Com uma altura de cerca de 250 metros, o que corresponde a um edifício de cinquenta andares, essa torre faz parte da usina solar de Ashalim, que o governo pretende com ela suprir em 10% o consumo do país até 2020. Atualmente, Israel usa cerca de 2,5% de energia renovável do total que o país necessita, fazendo com que o governo se esforce para melhorar a quantidade produzida desse tipo de energia.

Essa torre é a mais alta do mundo no setor de energia solar, sendo que em sua volta existem 50.600 espelhos, comandados por heliostatos, em uma extensão de 3 km². Eles seguem os movimentos solares, de jeito que eles possam incidir a luz em uma caldeira que fica no topo da torre, durante a maior parte do dia.

Nesse processo a radiação solar detida pelos espelhos, e reproduzida sobre a caldeira, gera um sistema térmico de vapor que movimentará grandes turbinas, produzindo dessa forma uma energia renovável. Com previsão para ficar pronta nos primeiros três meses de 2018, ela poderá gerar mais de 120 megawatts de energia solar, sendo capaz de abastecer cerca de 125 mil moradias, beneficiando dessa forma o meio ambiente, com menos 110 mil toneladas de dióxido de carbono que seriam lançados na atmosfera.

Os engenheiros e diretores, poderão controlar os espelhos da usina também por aparelhos celulares. As areias do deserto terão que ser removidas diariamente de cima dos espelhos.

Atualmente no mundo, existem somente dez usinas heliotérmicas como essa capazes de produzir mais do que 120 MW. A  usina americana de Ivanpah,  que foi inaugurada em 2014 no deserto do Mojave, consegue produzir mais de 390 MW, possuindo três torres de 190 metros cada uma, o que corresponde a um prédio de quarenta andares, que captam a luz solar de mais de 173.000 heliostatos.

O programa israelense é mais simples em relação ao número de espelhos, mas em compensação ele se torna inovador por apresentar somente uma torre e mais alta. Outros grandes projetos estão sendo construídos pelo mundo com torres bem altas, como por exemplo o da Austrália, que terá uma altura próxima a de Ashalim. A torre australiana vai contar com 227 metros de altura, o que corresponde a um prédio de quarenta e oito andares.

 

O Inep divulgou que o Encceja 2017 será aplicado em novo horário

 

O Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, divulgou um novo horário para a aplicação da prova Encceja – Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, que ocorrerá no dia 22 de outubro. O novo horário definido para a abertura dos portões será às 8 horas de acordo com o horário oficial de Brasília. O que significa que o Inep decidiu adiar uma hora do horário previsto anteriormente, que era às 7 horas da manhã.

Em relação a nova mudança no horário, os portões também serão fechados às 8h45, uma hora depois do que havia sido divulgado no edital da prova. As provas irão ser iniciadas a partir das 9 horas. Em decorrência dessas alterações, os horários da prova que irá acontecer no turno vespertino, também foram adiados em uma hora.

Essas alterações realizadas pelo Inep têm o propósito de garantir que todos os candidatos possam chegar a tempo para realizarem a prova. “Este ano, o Enceja será aplicado no segundo semestre, em 22 de outubro, período em que o horário de verão estará vigente em vários estados do país. Na região Norte, há casos de cidades com três horas de diferença em relação ao Horário de Brasília, como os municípios do Acre”, disse o Inep em uma nota sobre as mudanças no horário.

Sendo assim, o Inep definiu os novos horários da seguinte forma:

Período da manhã – Abertura dos portões às 8h; Fechamento dos portões às 8h45; Início das provas às 9h; Término das provas às 13h.

Período da tarde – Abertura dos portões às 14h30; Fechamento dos portões às 15h15; Início das provas às 15h30; Término das provas às 20h30.

Neste ano, o exame será aplicado para um total de 1.573.862 pessoas espalhadas por todo o Brasil, o número de inscritos superou as expectativas. Dentre esse total, cerca de 301.583 pessoas realizarão a prova para adquirir o certificado do Ensino Fundamental, e outras 1.272.279 pessoas, pretendem obter a conclusão do Ensino Médio. No país, cerca de 564 munícipios atenderão ao funcionamento da prova que será distribuída em Unidades da Federação.

Felipe Montoro Jens noticia sobre a possível desestatização da Casa da Moeda

Resultado de imagem para casa da moeda

No final do mês de agosto, o Conselho do Programa de Parceria de Investimento (PPI), com a concordância do Ministério da Fazenda, deu um parecer favorável para o início dos estudos para a desestatização da Casa da Moeda do Brasil, instituição que foi criada na época de Dom Pedro II para o controle e a fabricação das moedas, cédulas, selos e passaportes no País, informa o especialista em Projetos de Infraestrutura, Felipe Montoro Jens. Até o momento, a previsão é que o edital esteja pronto no segundo semestre do ano de 2018, possibilitando que o leilão aconteça no próximo ano.

De acordo com o documento apresentado pelo governo na ocasião, foi explicado que do ponto de vista econômico e financeiro as estimativas são de que haja um déficit operacional nos próximos meses. Desse modo, os estudos serão desenvolvidos com o intuito de encontrar soluções para equilibrar financeiramente a instituição.

Nos últimos anos, reporta Felipe Montoro Jens, o avanço da tecnologia, somado à diminuição da demanda por moedas e cédulas no Brasil, têm provocado prejuízos cada vez maiores para a Casa da Moeda, sendo essas as razões pelas quais a privatização da instituição começou a ser considerada, destaca Moreira Franco, o atual ministro da Secretária-Geral da Presidência da República.

A principal função da instituição é fabricar papel-moeda e moeda. Contudo, de acordo com dados divulgados recentemente pelo Ministério da Fazenda, o consumo de moedas no Brasil está caindo continuamente. Com o avanço da tecnologia, as pessoas estão utilizando cada vez mais cartões de crédito, débito e novas formas de pagamento online, o que tem gerado dificuldades financeiras para a Casa da Moeda. Com isso, o Tesouro Nacional precisa cobrir esse déficit, o que prejudica as contas públicas da União, que já se encontram bastante debilitadas.

Ao analisar essa realidade, o Ministério da Fazenda concluiu que a melhor medida a ser adotada nesse momento seria aprovar o desenvolvimento de um estudo mais profundo e extenso para definir qual será o futuro da instituição, noticia o especialista Felipe Montoro Jens.

A desestatização da Casa da Moeda é um dos 57 projetos de privatização e concessão que foram apresentados pelo Governo Federal no final do mês agosto como alternativa para trazer novos recursos ao caixa da União e estimular a economia do país, informa Felipe Montoro Jens. A estimativa é que os investimentos e ganhos levantados com essas concessões sejam de pelo menos R$ 44 bilhões, podendo superar esse montante.

Segundo o cronograma divulgado em conjunto com esse novo pacote de privatizações, a maior parte dos leilões deverá ficar para o segundo semestre de 2018, que se caracteriza como o período final do governo de Michel Temer, ponto antes das próximas eleições presidenciais. Entre os mais de 20 setores que constam no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) e que possuem projetos de concessão para a iniciativa privada, 12 deles estão com a estimativa de serem realizados nesse período, noticia o especialista em Projetos de Infraestrutura, Felipe Montoro Jens.

 

De tempestade a furacão: Maria deixou ao menos 32 mortos nas ilhas caribenhas

Image result for Furacão Maria

Até o dia 17 de setembro deste ano, 2017, a expectativa que se tinha era a de que, possivelmente, a até então tempestade tropical Maria, após a força que foi ganhando, viesse a se tornar um furacão no decorrer daquele mesmo dia.

A expectativa, infelizmente, mostrou-se certeira: o que antes era uma tempestade tropical, tornou-se depois o segundo grande furacão que atingiu o Caribe em menos de um mês, sendo ainda, inclusive, considerando-se os últimos 85 anos, o mais forte que atingiu de fato Porto Rico, território norte-americano, para quem não sabe.

Já pelo dia 22 de setembro, uma sexta-feira, a notícia que se tinha era a de que Maria acabou por cortar a energia da referida ilha, sem contar os diversos rios que, por sua vez, atingiram níveis históricos, nunca antes registrados. Tamanho o impacto que, à época, o jornal “El Nuevo Día‏” anunciou a morte de, pelo menos, 15 pessoas.

E esse número de mortes citado, vale lembrar, trata-se apenas da quantidade parcial, restringindo-se ao local em questão, ou seja, considerando-se somente as ocorridas em Porto Rico. Afinal, enquanto o furacão Maria, após devastar Porto Rico e outras ilhas caribenhas, seguia avançando rumo às Ilhas Turks e Caicos, ele já havia causado 32 mortes. Vidas essas que foram tiradas por conta desses ventos e chuvas fortes terem não só destruído casas, como também inundado ruas, além da devastação das economias por consequência direta.

Infelizmente, o número de mortos, que até então estava em 32, sendo 15 apenas em Porto Rico, tendiam a aumentar ainda mais, assim que fossem retomadas as buscas pelas vítimas fatais do furacão aqui tratado, o Maria. Valendo ainda destacar que, dessas 32 mortes totais, somente da ilha de Dominica, com sua população de aproximadamente 71 mil pessoas, veio um total de 14, ao menos as que haviam sido relatadas até o fim da tarde do dia 22 de setembro.

Por fim, há ainda a morte de duas outras pessoas, só que, dessa vez, em outro local, além dos já citados: uma morte ocorrida no território francês de Guadalupe e a outra morte ocorrida nas Ilhas Virgens norte-americanas.