Estudo revela que jogos competitivos podem estimular a mentira nas crianças

Resultado de imagem para pinoquio

A maioria das crianças tem as habilidades cognitivas necessárias para mentir quando tem 3 anos e meio de idade. No entanto, um estudo recente publicado na revista Developmental Science mostra que crianças ainda mais jovens podem rapidamente e espontaneamente aprender a mentir quando estão expostas a jogos competitivos.

Para o estudo, os pesquisadores estudaram crianças de 3 anos enquanto jogavam um jogo de soma com um pesquisador ao longo de 10 dias. O jogo era uma espécie de esconde-esconde, onde a criança atuava como investigadora. Enquanto competiam com o pesquisador, elas eram estimuladas a mentir para ganhar o jogo.

Durante as primeiras sessões, quase nenhuma das crianças tentou enganar os pesquisadores. Mas ao longo do estudo, as crianças começaram a perceber que mentir resultaria em ganhos pessoais. Foi então que os pesquisadores descobriram que até mesmo as crianças mais novas conseguem mentir se estiverem competindo em um jogo.

“Nem todas as crianças descobriram como enganar o pesquisador para ganharem. De um lado, algumas crianças descobriram no primeiro dia, do outro lado, algumas estavam perdendo o jogo mesmo no final dos 10 dias”, disse o autor do estudo, Gail Heyman.

Os pesquisadores encontraram uma relação entre as habilidades cognitivas das crianças e sua capacidade de mentir.

“Uma dessas habilidades, o que os psicólogos chamam de teoria da mente, é a capacidade de entender que outros não necessariamente sabem o que você sabe. Essa habilidade é necessária porque, quando as crianças se encontram, eles comunicam intencionalmente informações que diferem do que elas mesmas acreditam. Outra dessas habilidades, o controle cognitivo, permite que as pessoas se bloqueiem de falar a verdade quando tentam mentir. As crianças que achavam como enganar os pesquisadores mais rapidamente, possuíam os níveis mais altos de ambas as habilidades cognitivas”, disse Heyman.

Os jogos competitivos, ao que parece, não só podem ajudar as crianças a descobrir o poder de enganar em uma idade notavelmente jovem, mas também podem ajudar as crianças a formular o conceito de enganar para elas mesmas. Os pesquisadores observam que aprender a empregar mentiras simples é apenas o início do procedimento de uma criança adotar o conceito de enganar, que é aperfeiçoado com o passar do tempo.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *