Construcap e o LEED

A Construcap, uma das maiores construtoras do país, tem se destacado pelas grandes obras que vem realizando. Mais recentemente venceu o leilão para a Parceria Público-Privada (PPP), do estado de São Paulo, para a construção dos hospitais regionais de Sorocaba e São José dos Campos, além do segundo Centro de Referência Para Mulheres.

Responsável por grandes empreendimentos no Brasil, a Construcap realizou as obras de reforma do Estádio Mineirão e a construção do Templo de Salomão, os quais vieram a receber o selo LEED (Leardeship in Energy and Enviromental Design). O prêmio, concedido pela ONG norte-americana Green Builidng Council, busca identificar as construções que economizam água e energia, além de provocar impactos ambientais reduzidos.

O estádio do Mineirão, o segundo estádio no mundo a receber esse selo, conta com um sistema de captação de água da chuva, o qual pode armazenar até 5 milhões de litros de água, sendo essa reutilizada para abastecer vasos sanitários, mictórios e irrigação. Como forma de evitar o desperdício da água reutilizada, a Construcap utilizou descargas e torneiras com limitadores de tempo. Quanto a questão energética, a Arena conta com painéis solares que são capazes de gerar energia equivalente para suprir a necessidade de 1200 casas.

Pensando na geração do lixo nos eventos, a Construcap elaborou um sistema de coleta e separação do lixo, reaproveitando 90% do lixo.

Já no megatemplo da Igreja Universal do Reino de Deus, o Templo de Salomão, é a primeira igreja a receber o selo LEED no Brasil. A economia de energia é dada através do sistema de entalpia do ar-condicionado: o funcionamento deles é realizado através do aquecimento de água, além do reaproveitamento do calor dissipado para aquecer as águas do banho e do batistério.

As pedras utilizadas para o revestimento, piso e pilares do templo foram trazidas de Israel. A construção foi feita de modo a deixar um espaço entre a parede e o revestimento, permitindo a criação de uma câmara de ar. Tal câmara facilita a ventilação e dificulta a umidade.

A escolha do local para a construção do templo também foi fundamental: melhorou proporcionalmente o funcionamento das galerias pluviais, aumentando a sua captação. Além disso, há um sistema de decantação que melhora a qualidade da água pluvial antes de liberá-la para as galerias. A Construcap realiza o controle dos despejos da obra que são lançados nessas galerias, os quais seguem a Resolução Conama nº 37, a qual determina o pH, a temperatura e o volume de detrimento no despejo.

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *