Escultura de Davi feita por Michelangelo está rachando

Na estátua de David de Michelangelo, uma das obras mais emblemáticas do Renascimento, foram encontradas fissuras microscópicas que podem causar a queda deste grande rei bíblico.

 

Essa é uma das esculturas mais famosas do renascentista Michelangelo. Neste trabalho o artista retratou Davi, um herói bíblico, com tremendo realismo anatômico, o que levou esta a ser considerada uma das mais importantes obras do Renascentismo. Michelangelo demorou três anos para terminar a escultura, de 1501 a 1504, que é feita de mármore e mede cinco metros e dezessete centímetros. Uma fato interessante sobre a produção desta obra, é que o bloco de mármore usado ficou exposto durante 25 anos no pátio da catedral de Santa Maria del Flore. Diversos outros escultores receberam a incumbência desta obra, mas somente Michelangelo levou a produção para a frente. Até mesmo alguns grandes nomes, como Agostino di Duccio, Baccelino e Roselino a recusaram. Esses e diversos outros fatores levaram esta obra a ser escolhida como símbolo máximo da República da França.

 

Michelangelo foi considerado um grande inovador nesta obra, já que retratou Davi poucos momentos antes da batalha contra o gigante Golias, isto é, enquanto ainda se preparava para enfrentar uma força que todos os outros guerreiros consideravam impossível de ser derrotada.

 

A obra ficou em frente ao Palazzo Vecchio, na Plazza della Signoria, até 1873, e só depois foi levada até a Galleria dell’Accademia, em Florença, local que é sua preocupante casa atual devido as rachaduras encontradas na escultura.

 

De acordo com o artigo do jornal, o problema da escultura está nos tornozelos de Davi, que são uma parte muito vulnerável mesmo no corpo humano. Os historiadores da arte querem muito proteger a estátua, colocando uma base sísmica sob ela, para os quais são necessários 211.000 dólares. O governo italiano ainda não deu o dinheiro para os diretores da Galleria dell’Accademia, apesar de ter prometido cobrir os gastos há dois anos.

 

Embora as microfraturas tenham sido encontradas há mais de uma década, o problema só tem piorado recentemente. Em suas declarações ao The Times, Alessandro Martelli, geocientista que estudou a obra, disse: “Devido aos terremotos na Itália central e ao fato de que não podemos descartar a possibilidade de sua extensão para o norte, o problema da proteção sísmica de Davi de Michelangelo tornou-se um assunto extremamente urgente.”

 

Por fim, uma das obras mais importantes de Michelangelo e do renascentismo, depende agora de uma atitude do governo para ser salva.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *